Siga-nos

10+

Dez vezes Marc Márquez

Mais jovem tetracampeão da MotoGP, Marc Márquez tem uma carreira repleta de momentos memoráveis, inclusive a salvada impressionante que lhe rendeu o título de 2017

A temporada 2017 do Mundial de Motovelocidade chegou ao fim no último dia de 12 de novembro corando o último de seus campeões. Depois de Joan Mir e Franco Morbidelli fecharem a conta em Austrália e Malásia, respectivamente, Marc Márquez garantiu o tetracampeonato da MotoGP.

Aos 24 anos, o mais velho dos irmãos de Cervera já soma seis títulos na carreira e não cansa de surpreender. Em Valência, o #93 alcançou o título depois de mais uma de suas impressionantes salvadas e se tornou o mais jovem tetracampeão da história.

Apesar da carreira relativamente curta, Márquez tem inúmeros momentos de destaque em sua trajetória, seja por atuações irretocáveis ou por recordes de precocidade.

Vitória no Estoril em 2010 é um dos momentos memoráveis da carreira de Márquez (Marc Márquez (Foto: Reprodução))

Estoril 2010

 

Em 31 de outubro de 2010, Márquez ofereceu um verdadeiro recital no GP de Portugal. A corrida das 125cc foi interrompida por causa da chuva e, na hora de deixar os boxes rumo ao grid para a retomada da disputa, o jovem #93 caiu, mas se agarrou a Derby enquanto escorregava pela brita.

Enquanto os demais se preparavam para a largada, Marc correu para os boxes e a equipe trabalhou de forma alucinada para recuperar a moto, mas o espanhol teve mesmo de largar do pit-lane.

A posição de partida, porém, não intimidou Marc, que passou um a um até receber a bandeirada em primeiro, 0s150 à frente de Nico Terol. Bradley Smith completou o pódio no Estoril.

Márquez teve outra atuação histórica do adeus à Moto2 (Marc Márquez (Foto: Reprodução))

Valência 2012

 

Tal qual fez no Estoril anos antes, Márquez voltou a fazer uma corrida impecável saindo da última posição. Desta vez, porém, por um motivo diferente.

Punido por um toque com Simone Corsi no segundo treino livre, Márquez largou em último em sua despedida da Moto2, mas se manteve fiel à seu estilo de pilotagem e tratou de partir em busca da vitória.

O irmão de Álex deixou metade do pelotão para trás ainda na largada, se instalando em 12º já na primeira volta. Pouco a pouco, o #93 foi deixando os rivais pelo caminho até se instalar em segundo com oito giros para o fim. 

Sem mais o que tirar da Suter, Julián Simón não conseguiu respondeu à aproximação de Marc, que tomou a liderança com três voltas para o fim e venceu sua nona corrida no ano.

Márquez estrou na MotoGP com pódio no Catar (Marc Márquez (Foto: Repsol))

Debute meteórico

 

Marc Márquez sabe bem o que é começar com o pé direito. Estreante na MotoGP em 2013, o espanhol foi ao pódio logo em sua prova de estreia, no Catar, repetindo um feito que tinha sido alcançado por Jorge Lorenzo cinco anos antes.

Naquele 7 de abril, o #93 começou a corrida na sexta colocação, mas caiu para oitavo ainda no início. Enquanto Lorenzo disparou na ponta, o piloto da Honda começou a escalar o pelotão e, na 11ª volta, passou a pressionar Dani Pedrosa pelo segundo posto.

Marc conseguiu tomar a posição do #26 na 17ª das 22 voltas da corrida, mas teve de lidar com um Valentino Rossi que vinha embalado atrás. No fim das contas, o #46 levou a melhor para formar com Lorenzo um 1-2 da Yamaha, com Márquez estreando na MotoGP com um pódio.

A primeira vitória na MotoGP aconteceu em Austin (Marc Márquez (Foto: Repsol))

Xerife de Austin

 

Xerife absoluto do circuito de Austin, Márquez conheceu o sabor da vitória na MotoGP no traçado texano. Em 21 de abril de 2013, o #93 fez história ao se tornar o mais jovem a vencer na divisão principal do Mundial de Motovelocidade.

Partindo da pole, Márquez perdeu a ponta para Dani Pedrosa ainda no início da corrida, mas travou um duelo com o companheiro de equipe. O #26 resistiu até a 13ª voltas, mas acabou superado e viu Marc receber a bandeirada com 1s5634 de vantagem.

Aos 20 anos, dois meses e três dias, Márquez tomou de Freddie Spencer a marca de mais jovem a vencer na classe rainha.

Márquez foi o mais jovem campeão da história da MotoGP (Marc Márquez (Foto: RepsoL))

Menino precoce

 

2013 foi mesmo um ano histórico para o Mundial de Motovelocidade. Pela primeira vez em 35 anos, um estreante conquistou o título da classe rainha.

Dono de um já reconhecido talento, Márquez venceu seis vezes na temporada e foi ao pódio outras nove vezes para chegar à final de Valência na liderança da classificação, mesmo tendo sido desclassificado em Phillip Island por conta de um erro primário da equipe.

Apesar da pouca experiência na MotoGP, Márquez não caiu no jogo de Lorenzo, que tentou controlar o ritmo da corrida para atrair mais pilotos para a briga e tentar forçar um erro do #93. Com um terceiro lugar na Comunidade Valenciana, Marc se tornou, aos 20 anos e 266 dias, o mais jovem campeão da MotoGP, superando Spencer, então detentor do recorde de precocidade.

Márquez venceu as dez primeiras corridas de 2014 (Marc Márquez (Foto: Repsol))

10 vezes Márquez

 

Se 2013 já tinha sido um ano histórico, Márquez foi ainda mais longe em 2014. Em seu segundo ano na divisão principal, o #93 venceu as dez primeiras corridas no ano, um novo recorde de mais vitórias sucessivas na MotoGP.

A performance avassaladora do início da temporada facilitou o caminho de Márquez rumo ao bicampeonato, que chegou justamente em Motegi, um circuito de propriedade da Honda.

GP da Austrália de 2015 foi uma das melhores provas da história da MotoGP (Marc Márquez (Foto: Repsol))

Que volta!

 

O GP da Austrália de 2015 é uma das mais espetaculares provas da história da MotoGP. Em uma disputa no maior estilo Moto3, Márquez passou Jorge Lorenzo na MG para vencer pela primeira vez na Austrália.

Márquez abriu o giro final em terceiro, mas recuperou muito terreno nos últimos metros da corrida para dar o bote em cima de Lorenzo e vencer à frente do #99 e de Andrea Iannone.

Polêmica com Rossi marcou a temporada 2015 (Marc Márquez (Foto: Repsol))

A primeira grande polêmica

 

Pode não ser o momento mais significativo da carreira de Marc Márquez, mas a polêmica com Valentino Rossi arranhou a imagem de bom moço do espanhol.

Após o GP da Austrália, Rossi acusou Márquez de atuar em favor de Jorge Lorenzo na disputa pelo título de 2015. A polêmica chegou ao auge na Malásia, com um toque entre os dois que acabou com o espanhol no chão e o italiano punido por direção irresponsável.

No fim das contas, Lorenzo ganhou a corrida de Valência e bateu Rossi pelo título por apenas cinco pontos.

2016 viu Márquez em uma versão menos arrojada e mais consciente (Marc Márquez (Foto: Repsol))

2.0

 

2016 viu Márquez apresentar ao mundo uma nova versão. Saiu de cena o piloto tudo ou nada e chegou um espanhol mais ponderado, pensando mais em resultados constantes do que em vitórias a todo custo.

A nova versão, porém, se mostrou igualmente letal e o espanhol chegou ao título depois de cinco vitórias e outros sete pódios.

Final em Valência foi mais um lance memorável da carreira do espanhol (Marc Márquez (Foto: Divulgação/MotoGP))

Explica essa, Newton!

 

Depois de uma temporada intensamente disputada, Marc Márquez chegou à final de Valência com as mãos no título, mas poderia colocar tudo a perder com um erro, já que Andrea Dovizioso vinha relativamente perto na classificação.

Na corrida no circuito Ricardo Tormo, Marc até chegou a assustar, mas conseguiu salvar ― de forma para lá de impressionante ― uma queda que estava quase consolidada e alcançou o tetracampeonato da MotoGP de forma espetacular.

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect