Siga-nos

Conta-giro

O homem ‘Fernando’ no documentário sobre o ‘Alonso’

Série que será lançada em cinco episódios, no dia 25 deste mês, na plataforma de streaming Amazon Prime Video, trará detalhes da vida pessoal do ex e futuro piloto de Fórmula 1, que aceita correr de tudo que tem rodas

documentário Fernando, Fernando Alonso,
(Foto: Divulgação/Amazon Prime Video)

De carrinho de mercado a Fórmula 1, Fernando Alonso aceita correr de praticamente tudo que tem rodas. O piloto, que estará de volta à Renault em 2021 depois de aventuras por Indy, WEC e até Dakar, é a estrela do documentário que leva o seu nome: Fernando. A série, dividida em cinco episódios e que será lançada em 25 deste mês de setembro, na plataforma de streaming Amazon Prime Video, mostra justamente um lado quase desconhecido do espanhol. Apesar de sempre ser visto em circuitos e desertos pelo mundo, pouco se sabe sobre a sua vida.

O trabalho é uma série original assinada pela Amazon, assim como Tudo ou nada, sobre a seleção brasileira de futebol, lançado aqui no país; e El Corazón de Sergio Ramos, sobre o zagueiro espanhol, lançado lá fora — outros títulos esportivos já estão previsto para o cardápio internacional. O documentário tem o cuidado de ser um empolgante roteiro não-ensaiado, com câmeras que acompanham dia e noite o piloto Alonso, mas mostram o homem Fernando. Para a produtora espanhola Mediapro Studio, nada passou despercebido. O fiasco nas participações na Indy 500, o sucesso nas 24 Horas de LeMans, o capotamento no rali mais famoso do mundo… Tudo tem seu devido lugar.

Junto de câmeras, claro, perceptíveis sem serem inibidoras, o círculo mais próximo do Príncipe das Astúrias também é apresentado ao grande público. O empresário Luis García Abad, a irmã Lorena, a companheira Linda Morselli e o amigo e ex-piloto Carlos Sainz conferem a riqueza esperada aos trabalhos documentais. Por esses depoimentos, fica bem claro que o bicampeão mundial é um apaixonado por automobilismo em geral, mas nunca escondeu que a F1 é de longe a sua categoria preferida. Bem por isso, depois de um hiato de dois anos, estará em um cockpit de novo. Ele substituirá Daniel Ricciardo na Renault, que se chamará Alpine no que vem.

“O Alonso é um esportista incrivelmente talentoso, que continua a elevar o padrão na indústria automobilística e, atualmente, vive um dos momentos mais importantes de sua carreira”, disse Ricardo Cabornero, head de conteúdo do Prime Video na Espanha, em comunicado distribuído à imprensa. “Não poderíamos estar mais felizes em poder oferecer aos nossos assinantes uma visão interna da carreira e vida desafiadoras desse ídolo e continuar a desenvolver com qualidade nossos conteúdos de documentários esportivos.”

O documentário tem o cuidado de ser um empolgante roteiro não-ensaiado, com câmeras que acompanham dia e noite o piloto Alonso, mas mostram o homem Fernando

“Demos um passo adiante no gênero documentário esportivo de televisão para oferecer o retrato mais verdadeiro, próximo e autêntico que já foi feito sobre Fernando Alonso”, completou Laura Fernández Espeso, diretora corporativa e de televisão da Mediapro.

Depois de quatro temporadas em que se arrastou com um carro da McLaren que não se acertava, Alonso encontrou na busca por um título que estava perdido na história uma motivação para continuar acelerando. A Tríplice Coroa — que foi conquistada somente por Graham Hill ao vencer as provas as 500 Milhas de Indianápolis (1966), Le Mans (1972) e GP de Mônaco (1963-65, 1968-69) — passou a ser o sonho de consumo do espanhol. Para isso, foi atrás de pistas pelo mundo e conseguiu boas e más aparições. Em três oportunidades no famoso oval de Indianápolis (2017, 2019-20), sofreu com um problema no motor Honda, não se classificou para a prova e chegou na 21ª colocação. Muito pouco para quem falava, sobretudo no primeiro ano, em vitória. 

documentário Fernando, Fernando Alonso
Alonso conquistou título mundial do WEC em 2019 (Foto: Divulgação/Amazon Prime Video)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Já nas 24 Horas de Le Mans, em 2018 e 2019, as coisas andaram melhores com a poderosa Toyota Gazzo Racing. Ao lado dos experientes Sébastian Buemi e Kazuki Nakajami, o espanhol venceu as duas provas e ainda conquistou um título quando competiu a temporada toda, podendo se dizer tricampeão mundial no automobilismo.

Tiveram também as participações nas 24 Horas de Daytona e no Imsa SportsCar (com uma vitória nessas duas categorias em 2019) e a inédita participação no Dakar, ao lado de Marc Coma. Os dois chegaram a capotar nas dunas da Arábia Saudita, mas conseguiram  terminar a competição na 13ª classificação geral.

Comparações com ‘Drive to survive’ 

Tão logo seja lançada, a série documental já cairá no injusto universo das comparações com outras do gênero. Dado o sucesso recente, nada menos que Drive to survive é esperado pelos mais críticos. Por mais que a Netflix não apresente os números, é consenso que as duas temporadas lançadas até agora na plataforma de streaming da concorrente da Amazon aumentaram a popularidade da F1, sobretudo, em mercados antes complicados, como os Estados Unidos. Hoje, nas filmagens para a terceira temporada de bastidores do paddock, equipes e pilotos entendem muito mais a importância de uma câmera ligada o tempo todo.

documentário Fernando, Fernando Alonso
Desempenho do piloto espanhol nas 500 Milhas foi decepcionante (Foto: Divulgação/Amazon Prime Video)

Mas Fernando bebe muito mais da fonte de Le Mans: paixão pelo desafio (2017) do que Drive to Survive (2019). A também série da Netflix, sim, foi sem a pioneira em levar para a TV imagens e acessos sem precedentes no automobilismo. Naquela oportunidade, os produtores contaram com maestria “a corrida que leva pilotos e carros ao limite”. Mesmo quem não é familiarizado com a categoria, se envolve com a história de uma corrida tão tradicional contada com tamanho envolvimento. Por isso, o sucesso de Fernando não depende de Alonso. Se a temporada a volta do piloto à F1 render frutos ou não, o documentário sobre a sua carreira já está feito e muito bem contado

LEIA MAIS:

+ Todas as jornadas chegam ao fim

++ Nada é tão ruim que não possa piorar para a Ferrari

Você pode gostar:

O avô renegado do halo

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect