Siga-nos

Lado a Lado

As 76 vitórias de Rossi e Márquez

Marc Márquez igualou em Brno a marca de 76 vitórias de Mike Hailwood no Mundial de Motovelocidade. No Lado a Lado, o GRANDE PREMIUM traça um paralelo nos caminhos do #93 e de Valentino Rossi rumo recorde de Mike ‘The Bike’

Marc Márquez segue marcando seu nome na história do Mundial de Motovelocidade. No último dia 4, no GP da Tchéquia, o piloto da Honda igualou a marca de Mike Hailwood como o quarto piloto com mais vitórias no certame. No dia anterior, o #93 tinha igualado o recorde de 58 poles de Mick Doohan na MotoGP.

A caminho do hexacampeonato na divisão principal, Márquez é tradicionalmente comparado a Valentino Rossi e, curiosamente, a trajetória dos dois rumo aos primeiros 76 triunfos no Mundial tem lá suas semelhanças. A maior delas, talvez, seja no quesito idade. 

O #46 alcançou a marca de 76 vitórias no Mundial de Motovelocidade no GP da Alemanha de 2005, quando tinha 26 anos, cinco meses e 15 dias. No último domingo, em Brno, Márquez era apenas três dias mais velho.

Apesar da proximidade neste quesito, o número de GPs guarda suas diferenças. O italiano precisou de 150 corridas ― 30 nas 125cc, 30 nas 250cc e 90 nas 500cc/MotoGP ―, para chegar ao recorde de Hailwood, um aproveitamento, portanto, de 50,6%. Márquez, por sua vez, disputou 196 provas ― 46 nas 125cc, 32 na Moto2 e 118 na MotoGP ― até o último domingo, o que significa dizer que ele venceu 38,7% delas.

Rossi e Márquez chegaram ao recorde de Mike Hailwood praticamente com a mesma idade (Valentino Rossi e Marc Márquez (Foto: Repsol))

No que diz respeito às vitórias, aliás, os dois venceram o mesmo tanto na classe rainha no caminho aos 76 triunfos: 50 corridas. Márquez, porém, venceu mais na divisão do meio, já que subiu ao topo do pódio da Moto2 em 16 ocasiões contra as 14 vitórias de Rossi nas 250cc. Na classe menor, o italiano soma 12 triunfos nas 125cc, contra dez do espanhol.

Nos 196 GPs que disputou até alcançar os 76 triunfos no Mundial, Marc esteve no top-3 em 125 oportunidades ― 14 nas 125cc, 25 na Moto2 e 86 na MotoGP ―, um aproveitamento de 63,7%. Rossi, por sua vez, foi ao pódio em 111 ― 15 nas 125cc, 21 nas 250cc e 75 nas 500cc/MotoGP ― das 150 corridas que precisou para igualar Mike ‘The Bike’, um aproveitamento, portando, de 74%.

A vantagem de Márquez em relação a Rossi aparece somente no quesito poles. Até aqui, o piloto de Cervera largou na posição de honra 86 vezes ― 14 nas 125cc, 14 na Moto2 e 58 na MotoGP. Ou seja, Marc foi pole em 40,8% das corridas que disputou. Até o GP da Alemanha de 2005, por outro lado, Rossi tinha acumulado 40 poles ― cinco nas 125cc, cinco nas 250cc e 30 nas 500cc/MotoGP ―, um aproveitamento de 26,6%.

Por fim, Rossi fazia sua décima temporada no Mundial de Motovelocidade ― a sexta na classe rainha ― e já somava seis títulos em 2005. Márquez, por sua vez, faz em 2019 sua 12ª temporada ― sétima na MotoGP ― e soma sete títulos.

Rossi precisou de menos GPs do que Márquez para conseguir 76 vitórias no Mundial (Valentino Rossi e Marc Márquez (Foto: Repsol))

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect