Siga-nos

Lado a Lado

Márquez & Márquez

Com sete anos de diferença, Marc e Álex Márquez conquistaram o primeiro pódio na MotoGP na temporada de estreia

Álex Márquez e Marc Márquez (Foto: Repsol)

2.744 dias após Marc Márquez conquistar o primeiro pódio na MotoGP, Álex Márquez estreou no top-3 da classe rainha do Mundial de Motovelocidade no GP da França do último dia 11. O caçula dos irmãos de Cervera fechou a corrida de Le Mans no segundo posto, 1s273 atrás de Danilo Petrucci, que venceu uma disputa complicada pela chuva.

Em 2013, ano em que estreou na divisão principal do Mundial, Marc abriu a temporada com um pódio no GP do Catar. Naquele 7 de abril, o piloto da Honda, então com 20 anos, largou em sexto e recebeu a bandeirada na terceira colocação, 6s201 atrás de Jorge Lorenzo, que venceu a corrida em uma dobradinha da Yamaha com Valentino Rossi. Na época, Marc tinha no currículo um título das 125cc, em 2010, e um da Moto2, em 2012.

Marc e Álex Márquez formam a dupla titular da Honda na MotoGP (Foto: Repsol)

LEIA TAMBÉM
+ Moedor à italiana, Ducati tem má gestão escancarada com vitória de Petrucci
+ Salto de Marini para MotoGP em 2021 vira guerra entre VR46 e Avintia

Assim como o irmão, Álex chegou ao top-3 da MotoGP ainda na primeira temporada, mas naquela que foi a nona corrida da carreira. Até então, o melhor resultado do piloto de 24 anos era o sétimo lugar no GP da Emília-Romanha. Diferente do irmão, o caçula não começou a prova com uma boa posição de largada, já que era apenas o 18º no grid de Le Mans.

Além da posição de partida ruim, Álex teve de lidar com condições adversas, já que foi a primeira corrida da temporada realizada com pista molhada. Para piorar, fazia bastante frio no circuito Bugatti, com a pista chegando apenas aos 14°C.

Ainda assim, o mais novo dos irmãos de Cervera conseguiu escalar o pelotão e, com um ritmo forte, só não conseguiu brigar com Petrucci pela vitória por ter tardado um pouco demais para ultrapassar Andrea Dovizioso.

Os irmãos não vão seguir juntos na temporada 2020 (Foto: Repsol)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O pódio de Álex, por sinal, foi o 849º da Honda na divisão principal, uma contagem que começou com a vitória de Jim Redman no GP da Alemanha Ocidental das 500cc de 1966. Além disso, foi também a primeira vez no ano que marca da asa dourada conseguiu um top-3, encerrando uma seca de oito corridas consecutivas.

O piloto da moto #73 foi também o primeiro integrante da equipe de fábrica da Honda além de Marc a conseguir um pódio na MotoGP desde 2017, quando Dani Pedrosa venceu em Valência. Desde então, o hexacampeão vinha sendo protagonista solitário da equipe apoiada pela Repsol.

VEJA TAMBÉM
+ Único preto do paddock da MotoGP protesta sozinho contra racismo

Você pode gostar:

Os anos de Ducati

© 1995 - 2020 - GrandePremio.com.br - Todos os direitos Reservados.

Connect